terça-feira, abril 22, 2003

Matrix

No meu muito querido blog Espigas ha uma referencia ao Matrix.

Nao posso deixar passar esta oportunidade para recomendar duas alternativas (menos brainless?) do mesmo genero:

eXistenZ

Dark City (Cidade Mestiriosa), este do gajo do Corvo 1, Alex Proyas.

segunda-feira, abril 21, 2003

Pim

No Blog de Esquerda falou-se sobre o Pim Fortuyn, basicamente a mete-lo no mesmo saco que outros populistas de direita.

Apesar de varias semelhancas ha muitas diferencas.

Raramente vi o Pim a atacar as tipicas liberdades individuais, nem a ter um programa escondido para isso.

Nao era um nacionalista tipico. Fazia propaganda em ingles, o numero dois da lista (um fantoche?) era cabo-verdiano (Joao Varela e o nome dele), tinha varias pessoas de origem estrangeira na lsita. Um dos membros de governo indigitado pela LPF e Japones (se a memoria nao me falha), a unica mulher ministra era LPF (outra vez, se a memoria nao me falha). O proprio era gay assumido.

A agenda do caramelo nao deixava de ser perigosissima no meu ponto de vista: ele queria de facto atacar varios pilares culturais que eu considero de esquerda: Fazia questao de mostrar que era rico (boa casa, criada, limousine, chofer, roupa italiana) em oposicao a reserva tipica holandesa ("mostrar riqueza e feio pois acentua e revela desigualdades sociais". Varios politicos aqui andam de transporte publico ou bicicleta, mesmo de partidos de direita). Quer acabar com a cultura de consenso e substitui-la por uma cultura de confronto ("luta de classes"?), acabar com a tradicional cultura de tudo discutir e introduzir um modelo mais hierarquico.

Tinha origem marxista. Alguem acha isso inesperado?

Sobre a questao dos estrangeiros deixo isso para depois, visto que me quero alargar sobre o tema.
Comentarios

Meti comentarios nesta porra...

domingo, abril 20, 2003

Het stad van god

A Cidade de Deus... fui ver ontem. Nao tenho muito tempo para comentarios, apenas deixo a recomendacao. A nao ser que sejam do tipo politicamente correcto do "ai ai violencia nao". Nao me parece que seja aqui violencia gratuita.

sexta-feira, abril 18, 2003

Fuder fazes tu assim

Vi parte do programa da televisao publica Neuken doe je zo (ja aqui referido).

So vi partes iniciais, e uma explicacao de qualquer coisa relacionada com sexo: Por exemplo tecnicas de sexo oral ou como masturbar o/a parceiro/a.

O Site. Escolham "Neuken doe je zo" e depois "online bekijken", podem ver os episodios online (mesmo sem perceber holandes vale a pena ver 5 minutos).

O temas dos 3 primeiros episodios:
Engatar
A Primeira Vez
Orgasmo
Lixo

Fui ver o Star Trek Nemesis. A pior experiencia de cinema na minha vida. Tenho uma relacao emocional com o ST:TNG, a serie de televisao e fabulosa. Nao e nada de muito intelectual para caviares mas e uma declaracao seria de crenca no ser humano, as historias sao sobre simples dilemas humanos, a maioria dos actores sao bons (Patrick Stewart, Jonathan Frakes - que tambem realiza e bem algums episodios e filmes).

O filmes sao normalmente piores que a serie: Mais orcamento logo mais centrados em efeitos especiais e "tiro neles", mas, ate agora, nao eram maus, ate alguns, eram razoaveis.

O Nemesis e pouco mais que um Rambo no seculo 24 cheio de efeitos especiais. E uma vergonha que uma geracao tao querida do Star Trek acabe desta maneira.

O Patrick Stewart diz, eufemisticamente, numa entrevista de promocao deste lixo: "Este filme e diferente de tudo o resto, e um filme de accao". Pois...
Mandei vir a minha fotografia autografada de Deus. Eu ca por sinal sou politeista.
Confesso: gosto mais da Holanda do que de Portugal. Isto de ser de esquerda e nao relativista tem as suas consequencias. Mais respeito pelo cidadao comum, mais liberdade (sobretudo espiritos mais livres), mais respeito por coisas absolutamente normais como homosexualidade, poder feminino e montes de estrangeiros (>50% em Amsterdao, ~40% em Roterdao). E as gajas sao mais boas, carago (e mas donas da propria vida, o que a mim me excita muito por sinal).

Mas... A blogoesfera portuguesa prova que Portugal pode ser ter coisas tao ou mais interessantes que qualquer outro pais. Vejam-me esta perola, ou melhor, espiga. Vai passar a ser visita diaria, nao so sou louco por cinema, como a abordagem espiguense e fantastica.

Jean-Luc uit

quinta-feira, abril 17, 2003

Neuken doe je zo

Traducao do titulo? "Fuder fazes tu assim". Este e o nome de um programa que passa na televisao publica Holandesa e que tem como objectivo explicar a audiencia mais nova/inexperiente tudo sobre sexo. Confesso que nunca vi o programa e tudo o que sei vem de comentarios de jornal. Um comentario achei delicioso, era mais ou menos assim: "Os holandeses sao pouco abertos sobre sexo, por exemplo os pais nunca explicam aos filhos como fazer bom sexo oral, a parte tecnica nunca e detalhadamente explicada. Este programa serve para isso, para quebrar tabus". Como eu adorava que os portugueses fossem igualmente tao "pouco" abertos...
Questionarios irrelevantes

Fui fazer entao o dito questionario. Pois comigo acertou na "mouche". Esquerda libertaria pura e dura. As recomendacoes de leitura tambem me parecem boas, se bem que os examplos sao praticamente so anglo-saxonicos (mais kropotkin e outro que desconheco, mas nao esta mal).
Afinal deus existe
Amsterdao, 22 graus, Abril, feriado sexta e segunda, SOL. Terei morrido e estarei no Ceu? Vou perguntar ao Vitor Melicias
Discurso de guerra

Depois de montes de tempo sem escrever nada, nada melhor para comecar do que me limitar a copiar verbatim de outro blog. Mas achei a entrada tao interessante que tem mesmo que ser:

Do Cruzes Canhoto.


O AMIGO FABIANO, perito em todas as coisas hitlerianas, descobriu-me a seguinte maravilha:


By the most brutal methods of terrorism, a regime sought to maintain an existence that was condemned by the overhwhelming majority of its people....I have tried to
persuade the responsible authorities that it is impossible for a great nation, because it is unworthy of it, to stand by and watch millions belonging to a great,
an ancient civilized people be denied rights by their government... I have endeavoured to find some way to alleviate a tragic fate.
One agreement was signed only to be broken. I then tried a second time to bring about an understanding.
A few weeks later, we were forced to the conclusion that the government of Austria had no intention of carrying out this agreement in the spirit that had inspired it, but in order to create an excuse.
I have determined, therefore to place the help of
our country at the service of these millions. Since this morning, our soldiers are on the march across all of Austria's frontiers.

Adolfo Hitler sobre a invas?o da ?ustria, 12 de Mar?o 1938


We have no interest in oppressing other people. We are not moved by hatred against any other nation. We bear no grudge. I know how grave a thing war is.
I wanted to spare our people such an evil. It is not so much the country of Czechoslovakia; it is rather its leader, Edward Benes. He has led a reign of terror. He has hurled
countless people into the profoundest misery.
Through his continuous terrorism, he has succeeded in reducing millions of his people to silence. The Czech
maintenance of a tremendous military arsenal can only be regarded as a focus of danger.
We have displayed a truly unexampled patience, but I am no longer willing to remain inactive while this madman ill-treats millions of human beings.

Adolf Hitler sobre a invas?o da Checoslov?quia, 14 Abril 1939


The wave of appalling terrorism against the minority inhabitants of Poland, and the atrocities that have been taking place in that country are terrible for the victims,
but intolerable for Great Power which has been expected to remain a passive onlooker.
We will not continue to tolerate the persecution of a minority, the killing of so many, and their forcible removal under the most cruel conditions. I see no way by which I can induce the government of Poland to adopt a peaceful solution. But I should despair of any honourable future for my own people
if we were not, in one way or another, to solve this question.

Adolfo Hitler sobre a invas?o da Pol?nia, 23 Agosto 1939

segunda-feira, março 24, 2003

Natureza

Nunca me preocupei muito com o ambiente, ate chegar a Holanda. E impressionante como um pais com uma densidade populacional pelo menos 3.5x maior que Portugal consegue em termos de habitacao e ordenamento do territorio urbano ter uma qualidade de vida infinitamente superior a urbe portuguesa. Isto esta cheio de gente mas o betao mal se ve (se comparado com os suburbios de Lisboa). Apesar de ser um puto de cidade a diferenca que senti desde que vivo ca (em termos ate psicologicos) fez-me perceber o quao importante e o espaco que nos rodeia, e apesar de adorar a cidade agora so penso nisto.
Star Trek, outra vez

Porque o Star Trek como ideia de base para este blog?

Este blog e, para ja, sobre politica, direitos humanos, etc, em Portugues (sem acentos que o meu teclado nao tem, e eu nao tenho pachora para estar a escrever com HTML entities). Ora, se eu bem lembro algumas das pessoas que teem interesses similares aos meus (leia-se, de esquerda) sao um pouquinho preconceituosas e elitistas.

Preconceituosas em relacao a tudo o que seja americano, entao se for cultura pop americana...

Elitistas do ponto de vista cultural: tudo aquilo que soe a banal, curriqueiro, popular, e mau e para se escarnar.

Ora eu tenho 3 genes muito fortes dentro de mim: Um contra o elitismo e outro contra o preconceito.

O 3 gene e contra a xenofobia e a esquerda e um pouquinho xenofoba (entendendo como xenofoboa a aversao ao estranho). No caso estranho nao quer dizer estrangeiro mas de fora do "nosso" universo cultural.

Ainda tenho mais 2 altamente inconvinentes:

Gosto de procurar os pontos fracos nos argumentos que me sao apresentados (tem a ver com gosto pela fina arte da argumentacao e raciocinio, OK OK e tam por ser um bocadinho do contra 8-) )

Gosto de factos, numeros, de coisas como citacao de fontes. E so me interesso por argumentos e ideias quando tentam ao menos ensair alguma fundamentacao na realidade. Se bem que neste ponto a esquerda (a que escreve nos jornais) e 10x melhor que a direita. Um bom contra-exemplo do que considero um bom texto e a propaganda do Luis Delgado no DN. Alias espero ter tempo para consubstanciar com factos/numeros/fontes algumas das afirmacoes que faco neste blog.

E o que e que o Star Trek tem a ver com isto? Bem e americano, pop qb, mas nao deixa (pelo menos a serie para televisao, os filmes nem tanto) de ser uma visao claramente positiva, solidaria do futuro. Tem tudo para repugnar um gauche caviar, mas e excelente.
Contra a guerra? E isso importante?

Que os objectivos da coligacao liderada pelo governo americano, governo fantoche dos interesses do petroleo e das armas, nao tem bons objectivos ja nos sabemos. Isso so nao ve quem nao quer.

Que os grande mass-media sao outro grande embuste, uma coluna avancada dos mesmos interesses tambem ja se sabe.

Mas, a oposicao a guerra e realmente muito melhor? Ou e essencialmente algo ideologico (contra os EUA)?

Pondo a questao de outra forma, nao havera causas que se fossem aproximadas e mostradas ao publico teriam muito mais consequencias em termos de minorar o sofrimento da humanidade? Quantas pessoas sofrem em Africa por causa da fome e de doencas? Quanto custaria em termos de esforco, investimento politico, melhorar a situacao destas pessoas?

Se a razao fundamental de quem se mobiliza fosse minorar o sofrimento no planeta, haveria causas que deveriam ter muito mais atencao, acho.

Alias, toda a atencao a guerra e optima para que outros temas agora esquecidos sejam atacados pelos poderes de facto. Enquanto todos os esforcos da sociedade civil estao voltados para a guerra assiste-se com maior ou menor incidencia a todo o tipo de "pequenas" barbaridades: Mudancas nos impostos dos EUA que benificiam os ricos, ataques aos direitos humanos em todo o lado justificados como guerra contra o terrorismo, o continuo delapidar da welfare society europeia, um sistema de patentes que benificia cada vez mais as grandes empresas farmaceuticas contra o direito a vida nos paises pobres, etc, Tudo isto parece estar esquecido, tudo isto afecta muita gente.

sexta-feira, março 21, 2003

Faz o que eu digo, nao facas o que faco

O Bloco de Esquerda apresentou um projecto na AR em defesa do software livre.
Muito bem, 100% de acordo, especialmente num pais tao dominado pela Microsoft(tm).
Entao porque carga de agua e que eles usam software proprietario da MS para o site deles? Especialmente quando e bem sabido que e precisamente neste tipo de coisas que o software livre e a opcao mais viavel?

Faz o que eu digo, nao facas o que eu faco.

J-L out
Se passarem por aqui (aqui=Holanda) nos proximos dias, o Festival de Cinema da Amnistia Internacional pode ser uma coisa a considerar.
As gajas: Na Coluna Infame (Quarta-feira, Março 19, 2003) ha uma referencia "As gajas" e ao facto que a malta de esquerda nao devera discutir apenas sobre Comites de Fabrica.

E verdade a malta de esquerda nao discute apenas sobre comites de fabrica, mas e complicado falar sobre gajas, eu explico:

Quando a malta de esquerda se encontra, aquilo nao e um clube de homens, pasme-se, ha la mulheres, o que torna dificil falar sobre as "gajas" visto elas estarem no meio de nos (assim como deus pai).

Mesmo quando ha so gajos, muitos sao, deus meu, virados, portanto nem todos se interessam por gajas. Alguns dao mesmo para os dois lados, inacreditavel!

As vezes ate daria para falar sobre gajas, mesmo com gajas por perto, visto que algumas das gajas canhotas tambem se interessam por gajas.

Mas o ponto mais importante: Mesmo quando ha so gajos e gostam todos so de de gajas, esta maneira de abordar o assunto e de ver as pessoas (normalmente as mulheres) quase como objectos nao pega la muito bem entre a malta canhota, sabe-se la porque.

E ja agora isto nao me parece que seja um tema direita/esquerda, por exemplo conheco muito gente de direita aqui na Holanda que e bem mais aberta que muitos canhotos portugueses que eu conheco.

Live long and prosper,
J-L
"Um planeta classe M" e um blog que se interessa sobre muitas coisas que se passam num determinado planeta de classe M que existe no Universo. Esse planeta e chamado pelos locais de "Terra".
O caramelo que escreve neste blog e um portugues emigrado nos Paises-Baixos (Holanda para os amigos).
Qualquer tema pode aparecer aqui, depende da disposicao com que o caramelo que escreve acorda.
O caramelo foi motivado a abrir este blog, por, pasme-se, um artigo de Jose Pacheco Pereira no Publico, sobre blogs. Apesar de ter muito respeito por JPP e gostar de ler alguns dos seus artigos, o caramelo pensa-se um pouco do outro lado da barricada.
O caramelo e portanto um "esquerdista", mas nao um esquerdista caviar tipo. Este caramelo, por exemplo, adora o Star Trek: The Next Generation (dai o nome - "Um planeta classe M"). Nao e portanto um caviar intelectual a serio, sera talvez alguem de quem muitos caviares teriam vontade de rir.
Mais uma vez o caramelo aprecia o Star Trek: TNG e tem como modelo de pessoa o capitao da Enterprise, Jean-Luc Picard. Como o caramelo nao se vai identificar e nao gosta de auto-nomear caramelo ira entao assinar Jean-Luc.
Porque o Star Trek: TNG (daqui para a frente ST: TNG)? Porque a maioria dos episodios da serie e dos filmes nao sao, como a intelectualidade pensara, sobre ficcao cientifica com montes de tiros e cenas de batalhas mas sobre coisas bem humanas, duvidas existencias, conflitos de valores, filosofia barata (pelo menos para um intelectual a serio, de elite). E uma visao muito feliz do futuro e da humanidade.
Consta que o ultimo ST: TNG que esta nos cinemas e um filme de accao (ate nas palavras do Patrick Stewart), portanto nao sera uma boa representacao da serie e de muitos dos seus magnificos episodios, alguns deles que me fizeram chorar, muitos rir, outros tantos pensar, mas sobretudo acreditar.

Engage.

J-L